29 maio

Chuvas de Verão

Chuvas de Verão

No Sudeste, a previsão de longo prazo indica chuvas com grande variabilidade espacial e temporal. Ressalta-se ainda que a média trimestral de precipitação é alta.

Há uma tendência de anomalias positivas de precipitação na divisa dos estados de São Paulo, Minas Gerias e do Rio de Janeiro, beneficiando a agricultura, o desenvolvimento dos cultivos e a recarga dos reservatórios. Na nascente do Rio São Francisco poderá haver um aporte de água que possibilitará minimizar a estiagem que a afeta o Nordeste há pelo menos cinco anos (2012-2016), incluindo o norte do estado de Minas Gerais, área de semiárido que frequentemente sofre com as secas, e norte do Espírito Santo.

Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

Artigo 225, da Constituição Federal,-

A urbanização intensa e desordenada das cidades, bem como a falta de consciência da população potencializa a ação da chuva trazendo alguns aspectos e consequentemente alguns impactos ao meio ambiente, tais como:

demo

  • Impermeabilização do solo, impedindo a infiltração da água no mesmo;
  • Entupimento dos bueiros, causado principalmente pelo excesso de resíduos jogados nas ruas pela população;
  • aliquam quaerat voluptatem
  • Sistemas de drenagens insuficientes nas vias principais ocasionando o acúmulo de águas e enchentes.